Deusa Rodrigues - Travel Agent

O que fazer em Quito, a cidade colonial mais preservada da América

30.out.14 - atualizado em 02.nov.19



O que fazer em Quito na cidade colonial mais preservada da América. Visitei o Equador pela segunda vez e conheci melhor a encantadora Quito, tombada pelo patrimônio histórico. Agora a cidade está renovada e com visitantes jovens. As igrejas foram construídas por cima de templos Incas, esse detalhe dá à cidade uma energia positiva, é um daqueles lugares que o homem construiu para se dedicar a fé. À noite com tudo iluminado, a cidade de Quito fica ainda mais bonita. Um lugar para guardar nas boas lembranças de viagem.

Equador nos dias atuais

O país vive um momento de desenvolvimento com um pouco mais de qualidade de vida. A população tem saído às ruas para protestar em busca de melhores qualidades de vida, mas o país continua com crescimento. Houve uma campanha mundial, realizada pelo Ministério do Turismo local em dez países para atrair visitantes, principalmente de países da América do Sul como o Brasil. A iniciativa do governo com a chegada do voo direto de São Paulo à Quito fez a procura pelo destino aumentar.

A cultura do Equador tem semelhanças com a do Peru e Chile. Leia também: Peru uma viagem transformadora e Chile paisagens deslumbrantes.

Centro histórico de Quito – Patrimônio

Está a 2880 metros de altitude do nível do mar, a cidade praticamente está entre morros. As igrejas estão por toda parte, como as que ficam na Rua das 7 Cruzes, que foram construídas em cima de 7 templos Incas, esta mistura de culturas que faz Quito ser tão fascinante. A primeira cidade do mundo a ser reconhecida como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, na década de 1970 foi Quito. Além das inúmeras igrejas, também os casarões e sobrados coloniais dos séculos XVI e XVIII, que estão muito bem preservados e foram transformados em charmosos hotéis, restaurantes, galerias, lojas, etc.

Conheça outros pontos turísticos do Equador.

Igreja La Compañia – uma das melhores atrações de Quito

A igreja La Compañia de Jesus é considerada para alguns como a mais bonita do mundo. O interior de madeira é revestido por folhas de ouro que vão do chão ao teto no estilo Pérsia e Espanhol. Na construção e na fachada foram utilizadas pedras vulcânicas.

Catedral de Quito – uma das mais antigas

A Catedral de Quito de 1535 é uma das mais antigas da América do Sul. Além de ter uma grande coleção de obras de arte. Os destaques principais são: a pintura da Virgem Maria e claraboia dourada. É possível subir até as cúpulas para observar a vista da cidade. O esforço de subir por uma escada estreita  vale a pena pelo visual do centro histórico.

Praza de La Independencia – palácios

Duas praças são os pontos de encontro dos turistas. A primeira é a Plaza de La Independencia, onde se localizam o Palácio Carondelet, sede do Governo, o Palácio Arcebispal, o Palácio Municipal e a Catedral Metropolitana.

Palácio Carondelet – sede do governo

O palácio domina um quarteirão da cidade com sua imponência. Ele é visível de vários ângulos e os destaques são para a bandeira equatoriana no topo e os guardas de honra cerimoniais posicionados na entrada, é um dos mais belos edifícios de Quito.

O que fazer em Quito, a cidade colonial mais preservada da América

Plaza e Convento San Francisco – ponto de encontro dos visitantes

A Plaza San Francisco, é outro ponto turístico da cidade, onde se localiza a Igreja e Convento San Francisco, um conjunto colonial importante. O Monastério de Santa Catalina de Siena conta com um museu de arte religiosa. Na praça se encontra também o charmoso Hotel Boutique Casa Gangotena, um casarão colonial que foi todo remodelado e é um dos melhores de Quito.

Arcos de la Reina – arquitetura de Quito

Os Arcos da Rainha tem cores vivas ao lado da igreja de Carmen Alto. Foi construído em 1726, ao lado de uma antiga capela, com a finalidade de proteger os devotos indígenas da chuva. Esse é um exemplo da bonita arquitetura colonial de Quito.

O que fazer pelas ruas de Quito

Fazer caminhadas por Quito, é uma das melhores maneiras de conhecer as inúmeras construções coloniais para conhecer. Há vários edifícios charmosos para conhecer como museus e centros culturas. O Casa del Alabado, que é um museu de arte pré-colombiana com um acervo de peças centenárias, que vale a visita.

Museu Carmen Alto – Ordem das Carmelitas

Este museu está anexo a igreja do mesmo nome, mostra o patrimônio da das irmãs da Ordem das Carmelitas Descalças e a vida de Mariana de Jesus, uma santa e heroína equatoriana. Estão expostos votos dos devotos.

Outros museus de Quito a conhecer

Quito tem coleções exclusivas como o Museu Guayasamín e o Capela do Homem (Capilla del Hombre), que homenageia o pintor Oswaldo Guayasamin. Há ainda o Contemporary Art Centre ou CAC, no centro da cidade. O Museu Etno-Histórico e Artesanal de Mindalae no Equador, mostra de peças de artefatos pré-hispânicos.

Mirante do Panecillo – bela vista da cidade

O Mirante do Panecillo está mais afastado do centro histórico. No topo do morro está a estátua da Virgem Alada, conhecida como Nossa Senhora do Apocalipse. A imagem tem 45 metros de altura e foi feita pelo artista espanhol Agustín de la Herran Matorras. O além de ser um ponto turístico porque possibilita uma bela vista panorâmica de toda cidade de Quito é também um lugar religioso, pois a imagem é venerada pelos católicos.

TelefériQo – mirante espetacular a conhecer em Quito

O passeio TelefériQo é realizado em gondolas ou cabines com vidro do teto ao piso, que deslizam suavemente até o Morro Cruz Loma, com uma vista espetacular da cidade de Quito e região. A altitude até o topo do morro chega à 4.200 metros acima do nível do mar, um dos mirantes mais altos da América do Sul.

Leia também sobre o mirante: Sky Costanera no Chile.

O que fazer nos arredores de Quito

Nos arredores de Quito, há passeios que podem ser feitos em um dia inteiro como: Otavalo está a 95 km de Quito e é uma cidade entre altas montanhas ao norte do Equador. Abriga a maior feira ao ar livre da América Latina. O artesanato é colorido e bonito.

Esse passeio pode ser conjugado com a visita ao Monumento Metade do Mundo, onde a latitude é Zero.

Também é possível visitar os dois vulcões em dias separados: Cotopaxi e Quilotoa. Os dois vulcões tem paisagens inesquecíveis.

Para quem dispõe de tempo a dica é visitar as Ilhas Galápagos, um paraíso de animais, que deu origem à teoria de evolução de Charles Darwin, um dos destinos desejados pelos visitantes. A interação com os animais nas Ilhas Galápagos, é uma das melhores experiências de viagem da América do Sul.

Leia também:

Animais da América do Sul – viagens e experiências.

Onde e o que comer em Quito

A gastronomia de Quito é uma mistura de produtos andinos, com influência indígena e espanhola. Há uma variedade de sabores da culinária equatoriana. Eu experimentei o locro de papa, uma sopa encorpada de batata e queijo. Há ainda o ceviche com molho de coco e outras delícias preparadas com milho, arroz, plátanos, etc.

Para a noite uma das melhores opções estão na rua La Ronda. Na charmosa rua estreita com casas coloniais há restaurantes e bares para todos os gostos. O local bem movimento e com muitos jovens e turistas.

No Mercado de San Francisco, aberto desde 1893 é possível conhecer os ingredientes e produtos equatorianos. O Mercado oferece também pequenos restaurantes com a culinária típica. É o lugar para conhecer a essência do país.

Para uma experiência mais sofisticada, o restaurante contemporâneo Nuema é um dos mais prestigiados. Há ainda os restaurantes Quitu e Altamira.

O que fazer em Quito, a cidade colonial mais preservada da América

O chocolate de Quito – melhores do mundo

O chocolate equatoriano tem se destacado pela qualidade, conhecido como um dos melhores do mundo. O cacau da região amazônica está cada vez conhecido. Um dos melhores lugares para comprar chocolates é a República del Cacao.

Manifestações culturais de Quito

Assim como outros países andinos, o Equador tem manifestações culturais e folclore incríveis, uma mistura das culturas indígenas e espanhola.

Leia sobre: Cultura e folclore na América do Sul.

Compras no Equador

Em Quito e região é possível comprar o bonito artesanato local, especialmente os chalés e mantas de lã de lhama.

O que fazer em Quito, a cidade colonial mais preservada da América

O conhecido “chapéu Panamá” apesar do nome, é produzido no Equador. A Casa Montecristi, na Plaza de San Francisco é o melhor lugar para comprar os chapéus Panamá, que são feitos de palha, a mão com técnicas indígenas.

Melhor época para visitar Quito

De abril a junho é considerada a melhor época, pois está fora do período de chuvas, que começa em agosto. No imaginário dos brasileiros como a cidade de Quito localizada na linha do Equador, deveria ter clima tropical, no entanto devido à altitude, está sempre na casa dos 18 graus.

Melhores hotéis de Quito

Em Quito há várias opções de hotéis, com destaque para: JW Marriott, Casa Gangotena, Carlota Hotel, La Casona de La Ronda Heritage, Reina Isabel Hotel La Mirage Garden Hotel, etc.

A região mais descolada, onde acontecem as baladas é Mariscal, preferido para hospedagem dos viajantes jovens.

O que fazer em Quito, a cidade colonial mais preservada da América

Entre no link para reservar hotéis em Quito e no Equador.

Como chegar à Quito

Há voo direto da Gol, porém também é possível fazer conexões em outras cidades da América do Sul. Entre no link para comprar preços e reservar as passagens aéreas.

História do Equador

O homem chegou ao Equador há cerca de 9 mil anos, muito antes dos espanhóis. A história do país é subdivida em cinco períodos: era pré-colombiana, Conquista Espanhola, Era Colonial, Independência e República. A civilização Inca teve como um de seus líderes Atualpa, que nasceu em Quito em 1502 e, depois de uma guerra com seu irmão Huascar, então Imperador em Cuzco, Peru, se tornou o Imperador dos Incas. Ele foi morto no Peru em uma célebre batalha em que Pizarro e seu exército, mais bem equipados, dominaram os Incas e sua riqueza. Sobre os templos Incas se construíram as igrejas como meio de dominação. A cultura indígena se faz muito presente no Equador e uma das muitas línguas é o Quichia, similar ao Quechua falado no Peru.

Dicas de viagem à Quito

Toda viagem necessita de planejamento e providencias. Leia também: Dicas para viajar.

Conhecer o restaurante Mea Culpa à noite na Praça de La Independencia, é um dos locais preferidos dos turistas.

Um dos atrativos é fazer a “limpia”, no Mercado de San Francisco, que consiste em pequeno ritual com plantas medicinais para tirar as energias negativas.

Esquecer as rosas colombianas e conhecer as rosas equatorianas, são lindas, grandes e mais resistentes. Os arranjos estão nos melhores hotéis da cidade.

Devido à altitude que pode causar mal-estar, deve-se fazer alimentação leve, com muito líquido e começar a viagem com calma, não fazer muito esforço no primeiro momento.

Comprar o artesanato rico e colorido do Equador.

Você vai gostar de ler também sobre: Economizar na compra da viagem: aéreo, hotéis e ingressos.

  1. Ana Alves disse:

    Super completo e lindas fotos!

Deixe o seu comentário!

Copyright © 2020 Deusa Rodrigues | Todos os Direitos Reservados

Direitos autorais: todos os textos são autorais e as fotos a maioria são autorias e outras cedidas por hotéis e representações para esse blog/site. Nenhuma parte desa publicação poderá ser reproduzida, copiada, armazenada em sistema digital ou transferida por qualquer meio eletrônico, fotocópia, mecânico, etc. sem que haja permissão por escrito emitida por esse Blog Deusa Rodrigues - viagens e lua de mel