Deusa Rodrigues - Travel Agent

O que fazer no Peru: Machu Picchu uma viagem transformadora

09.jun.16 - atualizado em 30.jun.20

Peru uma viagem transformadora

O que fazer no Peru: Machu Picchu uma viagem transformadora. Quando estive em Machu Picchu, pela primeira vez no passado, senti uma energia tão especial. Essa emoção me levou a escrever sobre as viagens para a alma.

O Peru é uma viagem transformadora, que leva a um bem-estar energético principalmente em Machu Picchu, com o poder de “recarregar as baterias”. A harmonia da bela paisagem, a energia positiva, a rica cultura Inca e a gastronomia, fazem do destino único.

Siga minhas dicas sobre melhores cidades, passeios, hotéis, gastronomia e animais.

O que visitar no Peru

Fiquei em Lima alguns dias, uma cidade que sabe receber. e que tem na gastronomia com produtos andinos seu maior patrimônio. Em Cusco, pude circular pela bela cidade colonial espanhola sem pressa para poder curtir cada ângulo, sentar na Plaza de Armas e ver a vida passar.

O ponto alto da viagem foi a visita ao Vale Sagrado e Machu Picchu. O Peru tem muito mais para conhecer: Ica, Paracas, Linhas de Nazca, Arequipa, Lago Titicaca, entre outras cidades.

O que fazer no Peru: Machu Picchu uma viagem transformadora

Lima – começo da viagem ao Peru

A viagem para o Peru começa por Lima, a capital, é uma cidade muito acolhedora. Há vários museus interessantes para se conhecer um pouco da história. Entre eles estão: o Museu de Arte Mali, o Museu Larco Herrera. Além da cultura, é considerada uma cidade gourmet, com vários restaurantes bem posicionados.

Há vários centros de compras, com destaque para o belo bairro de Miraflores. Larco Mar é um dos principais atrativos, um shopping aberto com vista do mar e penhascos. O bairro boêmio Barranco também merece uma visita para uma rodada de pisco com tapas.

A viagem ao Peru também pode ser conjugada com o Chile.

O que fazer no Peru: Machu Picchu uma viagem transformadora

Machu Picchu – o que fazer no Peru

Machu Picchu é sem dúvida o lugar mais famoso da região e não decepciona o viajante. Na realidade os “gringos” ficam encantados com o lugar. É simplesmente sensacional sentir a energia do lugar e observar a grandeza da  paisagem. A energia positiva em Machu Picchu, atua como uma transformação e produz uma sensação de bem-estar e “baterias recarregadas”.

No tour das ruínas, os guias mostram os detalhes da arquitetura da cidade e contam sobre a história. Alguns guias apresentam pequenos rituais dos Incas, dedicados a mãe terra, Pacha Mama. Há também possibilidade de momentos de energização e meditação.

Machu Picchu é um dos lugares do mundo, ícones de energia transformadora assim como as Pirâmides do Sol e da Lua no México, ou a Viagem pelo Egito.

O que fazer no Peru: Machu Picchu uma viagem transformadora

Machu Picchu – um lugar sagrado

A pouco mais de 100 km de Cusco, em cima de montanhas, ficou escondida por séculos a cidadela de Machu Picchu. Somente em 1911 o professor norte americano Hiram Bingham, com ajuda de nativos, descobriu as ruínas encobertas pela vegetação tropical. Acredita-se que era um local sagrado, muito especial para estudos, aprimoramentos, rituais, etc. O nome na língua “quéchua” significa velha montanha. Foi construída com pedras, a maioria granito com encaixes perfeitos, paredes inclinadas e janelas em formato de trapézios para serem resistentes a terremotos. O templo do sol foi planejado para receber os primeiros raios do sol no dia do solstício de verão, assim como outras construções, cada uma com seus detalhes e significados.

Você vai gostar de ler sobre: 10 Destinos com energia positiva no mundo – viagens para a alma.

Energia transformadora de Machu Picchu

No mundo há locais com energia positiva, seja da natureza ou das construções executadas pelo homem, como locais sagrados. Machu Picchu é privilegiada pelas duas maneiras: a paisagem é de tirar o fôlego, rodeada pelas montanhas dos Andes com exuberante vegetação de selva, somada à beleza harmônica das ruínas de uma cidade construída para ser única. Por esses motivos o Peru é uma viagem transformadora, pois as energias positivas equilibram o ser humano e tornam a viagem inesquecível.

O que fazer no Peru: Machu Picchu uma viagem transformadora

7 Maravilhas do Mundo Moderno – Machu Picchu

As ruínas de Machu Picchu são consideradas uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno. Confira as outras 6 maravilhas.

Coliseu de Roma.
Muralhas da China.
Cristo Redentor no Rio de Janeiro.
Taj Mahal na Índia.
Ruínas de Chichén Itzá no México.

Petra na Jordânia.

Cusco – bela cidade colonial espanhola

Cusco possui belos casarões, igrejas e palácios e é rodeada por colinas. Foi construída pelos espanhóis, por cima de edificações do Incas. Essa foi uma das maneiras dos colonizadores, demonstrar o poderio sobre os nativos. Durante as visitas é possível observar os ruínas Incas.

A Praça de Armas é o centro da cidade, contando com a catedral e outras igrejas. Além da arquitetura, a cidade tem um astral ótimo, com visitantes do mundo inteiro. É muito bom perambular por suas ruas e observar os habitantes com seus trajes andinos típicos, além dos jovens e turistas que dão um colorido especial ao lugar.

O maior evento de Cusco é o Inti Raymi, que ocorre em junho no Solstício de inverno. Saiba mais em: Cultura e Folclore na América do Sul como atrativo de viagem.

Uma outra capital da América do Sul, que se se assemelha à Cusco com referência à arquitetura colonial espanhola é Quito.  Leia também:

Equador pontos turísticos.
O que fazer em Quito – a cidade colonial mais preservada da América.

O que fazer no Peru: Machu Picchu uma viagem transformadora

Vale Sagrado – paisagens inspiradoras

O Vale Sagrado tem belas paisagens de áreas agrícolas. Como a região é privilegiada pelo solo fértil, deu origem ao nome – Vale Sagrado. Os incas acreditavam que  essas terras tinham um poder especial, para o bom desempenho das plantações. Está no vale entre as regiões elevadas,  Machu Picchu e Cusco. Na região estão os povos andinos que habitam o Vale Sagrado com suas tradições e cultura.

O que fazer no Peru: Machu Picchu uma viagem transformadora

 

O local conta com hotéis maravilhosos. Vale a pena incluir a hospedagem na região. O Vale Sagrado também é destino de lua de mel.

O que fazer no Peru: Machu Picchu uma viagem transformadora

Linhas de Nazca – traçados enigmáticos

Linhas de Nazca: o sobrevoo é impressionante para se observar esses traçados gigantescos com formas de animais e objetos que, assim como Machu Picchu, ainda são um mistério. Como os seres humanos do passado, sem equipamentos modernos, puderam realizar traçados enigmáticos, uma obra tão espetacular ? Essa e outras indagações também estão no livro – Eram os Deuses astronautas? Esse é um dos destinos sobre o que fazer no Peru.

Você vai gostar de ler também sobre: Museu do Ouro de Bogotá e outros atrativos.

Peru viagem transformadora: energia positiva de Machu Picchu

Ica e Paracas – refúgios de relax

Ica, ponto de hospedagem para visitar Nazca e ótimo para relax. A visita à Reserva Nacional de Paracas, um dos melhores refúgios de lobos marinhos, pinguins de Humboldt, flamingos e praias paradisíacas, é uma grata surpresa.

Paracas

Arequipa – Vale del Colca

Arequipa está ao pé do vulcão, a cidade tem seu centro histórico, construído com pedra vulcânica branca. A região conta com grandes paisagens e abriga o Santuário Nacional Lagunas de Mejiá, área com aves migratórias. O Vale del Colca é a principal atração.

Melhor época para visitar o Peru

De abril a outubro é a melhor época para se visitar o país, devido à pouca incidência de chuvas. No mês de junho, Machu Picchu vive seu momento de alta estação com a festa Inti Raymi em homenagem ao Deus Sol, uma tradição Inca para marcar o solstício de inverno no hemisfério sul.

Sobre o Inti Raymi

Todo dia 21 de junho, quando o sol se põe sobre o Trópico de Câncer, começa o inverno no hemisfério sul e o verão no hemisfério norte. Mas não é apenas o começo de uma nova estação, mas também a noite mais longa do ano, na qual as histórias andinas e milenares são renovadas; é a noite que antecede a grande Festa do Sol: o Inti Raymi.

Os historiadores contam que o último registro do Inti Raymi data de 1535, quando a cerimônia foi suspensa pelos espanhóis. Teve-se que esperar até 1944 para que a festa se revalorizasse, embora não com os Incas e nem na mesma data (21 de junho), mas no dia 24 do mesmo mês.

Em sua versão original, de acordo com as crônicas do Inca Garcilaso de la Vega, a festa durava nove dias e os cusqueños se preparavam três dias antes com uma dieta rigorosa à base de milho e ervas. O evento, que era ponto de partida do novo ano, se celebrava na atual Praça de Armas (anteriormente, o antigo Auqaypata ou Praça do Guerreiro) e se traziam as múmias de nobres ancestrais para que eles também pudessem participar da celebração ao Pai Sol (Taita Inti, no idioma quéchua).

Em 2020 devido a pandemia, a festa foi transmitida pelo site de Cusco, bem como pelas redes sociais do Turismo do Peru, no dia 24 de junho.

Onde se hospedar no Peru

Entre neste link para reservar os hotéis do Peru.

Hotéis de Cusco:

Belmond Palacio Nazarenas:categoria luxo e em um antigo palácio, mantém a construção original, porém com decoração contemporânea e moderna e serviço com qualidade Belmond. Possui oxigênio no apartamento. A bela área de piscina climatizada ao ar livre é uma novidade na cidade.

Belmond Hotel Monasterio: categoria luxo e situado em um antigo mosteiro, que mantém a construção original, mas clássico, possui excelente serviço. Há também oxigênio no apartamento. A capela da propriedade, com detalhes em ouro e que pode ser utiliza para eventos, somada a música sacra nas áreas comuns, criam um clima de paz e harmonia. Um conceito de luxo e bem-estar.

JW Marriot Cusco Hotel: categoria luxo e situado em um antigo palácio remodelado, moderno e aconchegante.  No lobby integrado há um belo bar, o qual é um convite a um relax com pisco sour do happy hour.

Palacio del Inka – Luxury Collection Hotel: categoria luxo, antigo palácio do um Inka que foi presenteado ao irmão de Pizarro, hoje vive seu apogeu com decoração clássica.

Aranwa Cusco: categoria Boutique luxo, faz parte de uma rede peruana com decoração clássica e original. O nome é de origem quíchua e significa lenda.

Inkaterra la Casona Hotel Cusco: um pequeno hotel de luxo e super exclusivo. O conceito é fazer o hóspede se sentir em casa. A porta fica constantemente fechada, sem placas ou bandeiras, como uma “casona” particular. Algumas celebridades já escolheram esse hotel devido a essa característica.

Eco Inn: de categoria primeira, fica um pouco mais afastado do centro. Conta com ótimo serviço e bom restaurante.

Machu Pichu

Belmond Santuary Lodge junto às ruínas. Único hotel nas ruínas de Machu Picchu.

Aguas Calientes:

Inkaterra Machu Picchu, um charmoso lodge de selva com muito conforto e ótimo serviço.

Como chegar ao Peru

Há voos diretos de São Paulo a Lima, o ideal é se hospedar na capital peruana e se seguir para Cusco no dia seguinte. Entre no link para pesquisar e reservar 

Trens para Machu Picchu – O que fazer no Peru

Os trens de Cusco ou do Vale Sagrado para Aguas Calientes, no pé de Machu Picchu, são uma atração à parte. A companhia Inca Rail tem elegantes vagões-restaurante; as refeições são leves e saborosas e, com a música ao fundo, a bela paisagem dos Andes e o drink de pisco, não se percebe o tempo da viagem.

A companhia Belmond administra a Peru Rail com dois tipos de trem de categorias diferentes: o Vistadome e o de luxo Hiram Bingham, decorado no estilo Pullmans dos anos 20.

Você vai gostar de conhecer a rota de trem que também é administrada pela Belmond: Escócia – melhores lugares para visitar.

Trem para Machu Picchu

Um pouco de história do Peru

 A presença humana no Peru data de 6000 a.C. e várias culturas se revezaram ao longo dos anos. Os Incas formaram o maior império da América pré-colombiana, um povo com conhecimentos impressionantes de agricultura, arquitetura, engenharia, astronomia, etc. Em 1532, os conquistadores espanhóis armados e liderados por Francisco Pizarro, capturaram o imperador Atahualpa, dando início ao declínio do Império Inca. Cusco foi reconstruída sobre templos e construções Incas, tornando-se uma imponente cidade colonial espanhola.

Os animais do Peru – diferencial da América do Sul

No Peru há animais únicos bem adaptados as condições naturais, como a Lhama, Alpaca, Guanaco e a Vicunha;  são primordiais para a vida da comunidade, principalmente quanto a utilização da lã para o vestuário. Esses animais podem ser observados durante os passeios na região do Vale Sagrado e Águas Calientes.

Na costa do Oceano Pacífico, próximo à Reserva Nacional de Paracas, as Ilhas Ballestas, abrigam uma variedade de aves e lobos do mar. As excursões de lancha a motor são uma das mais procuradas no Peru, onde os animais são os protagonistas da viagem.

Nas Ilhas Palomino é possível nadar com leões marinhos nas águas frias do Oceano Pacífico. O circuito começa no porto de Callao, cidade vizinha de Lima. A experiência de ficar lado a lado com os inofensivos mamíferos marinhos é incrível. Os barcos são acompanhados com aves marinhas para completar a experiência.

Os animais da América do Sul como diferenciais para viagem

Viagens para a alma

Dentro do meu conceito e desse Blog, há viagens para a alma, que são lugares especiais com energias positivas da natureza ou templos e construções planejadas para a espiritualidade. Esses destinos são capazes de proporcionar aos seus visitantes tranquilidade, paz e equilíbrio.

No mundo há pontos de energia positiva, tanto em lugares previamente preparados pelo homem quanto em outras áreas que a própria natureza privilegiou com minérios, fauna e flora. Uma viagem realizada para um desses lugares faz com que o ser humano volte renovado devido aos efeitos benéficos da energia do lugar, mesmo que muitas vezes não se tenha consciência disso.

Dos lugares preparados pelo homem, há muitos destinos fascinantes pelo mundo, como as pirâmides e diversos templos como Machu Picchu.

Melhores restaurantes do Peru

No Peru há muitos restaurantes de bons e renomados.  No ranking “Os 50 Melhores Restaurantes da América Latina”,  o Peru conta com 11 propriedades, enquanto o Brasil tem 07 entre os melhores restaurantes. Os 11 melhores restaurantes do Peru, que constam no ranking são:

1 -Maipo – Lima; 2 -Central – Lima; 3 – Osso – Lima; 4 – Astrid Y Gastón – Lima; 5 – Rafael – Lima; 6 – Kjolle – Lima, 7 – La Mar – Lima; 8 – Mil – Cusco; 9 – Malabar – Lima;  10 – Mayta – Lima, 11 -Isolina – Lima

O site de viagens TripAdvisor fez uma pesquisa entre viajantes, para saber quais eram os restaurantes mais apreciados. A lista abaixo contém 10 melhores restaurantes, indicados pelos turistas.

Le Soleil – Cusco; Centra Restaurante – Lima; Rafael – Lima; Maido – Lima; Zigzag Restaurante – Arequipa; Astrid & Gastón – Lima; MAP Café – Cusco; Sagra – Lima; Amoramar – Lima; Cala – Lima

Dicas: o que fazer no Peru

Toda viagem necessita de planejamento e providencias. Leia também: Dicas para viajar.

Em Cusco, a melhor dica de todas é descansar no primeiro dia, porque a altitude de 3399 m dificulta a adaptação.  Esqueça o city tour e ingira comidas muito leves como saladas ou sopas, muito líquido e nada de bebidas alcoólicas. Chá de coca ajuda, mas não é recomendável para quem tem pressão alta; para esses, aspirina e repouso representam o melhor remédio. Use e abuse dos táxis porque caminhadas longas cansam muito.

Se o seu orçamento permitir, fique em um hotel de luxo com sistema de oxigênio no apartamento.

Para Machu Picchu, boné, mochila e celular ou máquina fotográfica são fundamentais. Aproveite o final da tarde com o pôr do sol visto das ruínas.

Fique hospedado no Vale Sagrado ou faça um passeio de dia inteiro com almoço. Vá à feira de Pisac, paraíso de objetos artesanais.

Se tiver tempo, siga para Puno e Lago Titicaca.

Lago Titicaca

Experimente uma das massagens ou rituais Incas para o bem-estar. Deixe levar pela viagem do Peru, como uma experiência transformadora.

Ritual com folha de coca

Para candidatos a chef de cozinha, há tours de aulas de gastronomia em Lima. Solicite reserva com antecedência nos restaurantes bacanas de Lima e Cusco.

Gastronomia peruana

Saboreie a cerveja Cusqueña e prove a truta andina. Experimente as deliciosas frutas, os vários tipos de batatas e milho e não saia do país sem provar o pisco sour.

Se você gosta da gastronomia peruana, leia também: Chefs peruanos em restaurantes de São Paulo.

Nota da autora

Agradecimentos especiais ao Escritório Comercial do Peru no Brasil, MINCETUR – Ministério de Comércio Exterior e Turismo pelo convite da viagem. Créditos de fotos: Arequipa – Vista del volcán Misti desde el Mirador de Yanahuara – Renzo Tasso -PROMPERU. Líneas de Nasca 1 – Heinz Plenge Pardo – PROMPERU.Hotéis: Belmond e Aranwa

O Blog Deusa Rodrigues tem diversas parcerias de serviços. Se você usar os links abaixo nos auxiliará a manter o site. Não pagará mais por isso e em alguns casos há descontos, promoções e entregas a domicílio.

  • 🏨 Reserva de hotéis – parceria com Booking, clique aqui.
  • ✈ Passagens aéreas e pacotes de viagem – parceria com Viajanet, clique aqui.
  • 🎫 Ingressos: Disney, parques temáticos, musicais da Broadway e tours. Parceria com RCA Operadora oficial, com clique aqui.
  • 🎩 Escola de Magia e Bruxaria em Campos do Jordão. Parceria com RCA Operadora oficial, clique aqui.
  • 🚗 Aluguel de carros. Parceria com Rentcars - clique aqui.
  • 🚌 Excursões e ônibus hop-on hop-off. Parceria com Get Your Guide clique aqui.
  • 🏥 Seguro viagem. Parceira com Seguros Promo, Cupom de desconto DEUSA5, clique aqui.
  • 📱 Chip para celular – Viaje Conectado. Parceria com a Seguros Promo clique aqui.
  • 💵 Câmbio de moedas. Parceria Confidence Câmbio clique aqui.
  1. Sonia Molinos disse:

    Adorei! Espero um dia fazermos essa viagem juntas e aproveitar o maximo essa energia magica!

  2. Maria José Giaretta disse:

    Ótima matéria, fiquei com vontade de ir para lá.

Deixe o seu comentário!

Copyright © 2020 Deusa Rodrigues | Todos os Direitos Reservados

Direitos autorais: todos os textos são autorais e as fotos a maioria são autorias e outras cedidas por hotéis e representações para esse blog/site. Nenhuma parte desa publicação poderá ser reproduzida, copiada, armazenada em sistema digital ou transferida por qualquer meio eletrônico, fotocópia, mecânico, etc. sem que haja permissão por escrito emitida por esse Blog Deusa Rodrigues - viagens e lua de mel