Deusa Rodrigues - Travel Agent

O que fazer em Manaus na Amazônia: melhores passeios e experiências

31.jan.20 - atualizado em 13.fev.20

O que fazer em Manaus na Amazônia: melhores passeios e experiências

O que fazer em Manaus na Amazônia: melhores passeios e experiências incríveis. Viajar para uma das regiões mais emblemáticas do Brasil, no meio da selva é sem dúvida um privilégio.

Há passeios que a região amazônica pode proporcionar aos viajantes, como estar próximo dos botos cor-de-rosa, visitar uma aldeia indígena, conferir o famoso Encontro das Águas, observar a selva e os igarapés. Visitar os patrimônios de Manaus como o Teatro Amazonas e os museus da cidade também devem fazer parte do roteiro.

Estive em Manaus e região para conferir, siga as minhas dicas dos melhores passeios, hotéis, compras, gastronomia, etc.

Você vai gostar de ler também sobre: Os melhores passeios de Belém.

O que fazer em Manaus na Amazônia: melhores passeios e experiências

Manaus porta de entrada para a Amazônia

A cidade de Manaus é a porta da entrada para a selva amazônica. Durante muito tempo preservada pela distância, está cada vez mais conectada com o mundo e tem recebido viajantes do mundo inteiro. No aeroporto começa a experiência com as frases pintadas nas paredes sobre a cultura amazônica. Os principais pontos turísticos de Manaus estão espalhados pela cidade e nos passeios pelos rios e interior.

Já sua próxima viagem? Confira o post: Feriados 2020 – viagens com planejamento e reservas antecipadas.

O que fazer em Manaus na Amazônia: melhores passeios e experiências

Teatro Amazonas – o que fazer em Manaus

O Teatro é imponente e uma das melhores atrações da cidade. Eu fiz a visita guiada e eu recomendo, para conhecer um pouco mais sobre esse importante marco da cidade. O Teatro Amazonas foi construído no auge do ciclo da borracha, pelo primeiro governador negro da história do estado. Os temas das pinturas das paredes, são sobre a dança, a tragédia, os fantasmas e os anjos, que compõem as operas. Há buços de Carlos Gomes e referências à Opera – O Guarani. O Pano do Boca, ou seja, a cortina há símbolos sobre o fim da monarquia com o início da república. Detalhe interessante, a cortina não pode ser enrolada ou dobrada.

O Teatro Amazonas tem capacidade para 700 pessoas. Os camarotes próximos ao palco, embora com pouca visibilidade para as apresentações, eram lugares privilegiados destinados aos bispos de outrora, que ficavam em pé para ser vistos pela plateia, como um símbolo de poder.

O teatro é muito bonito e impressionante, com as 22 colunas em ferro e gesso, que representam 22 liras, instrumento do século XVIII. Há homenagens à Goethe, Vila Lobos, José de Alencar entre outros.

É interessante observar na sala de exposições, uma maquete do Teatro, feita com 15000 peças de Lego, por estudantes da universidade.

A grandiosidade do Teatro Amazonas, tem semelhanças com o Centro do Rio de Janeiro, leia também: Cultura e Museus no Rio de Janeiro.

O que fazer em Manaus na Amazônia: melhores passeios e experiências

Imponência da Cúpula do Amazonas

No lado exterior do Teatro Amazonas o que chama a atenção é a cúpula, que foi feita com 36.000 de cerâmicas da Alsácia, França. Ela uma obra grandiosa e pode ser vista até nos passeios de barco pelo Rio Negro. Na parte frontal há uma bonita pintura com elementos da cultura amazônica, da flora e da fauna.

A cúpula do Teatro Amazonas, lembra também o estilo de telhados típicos da Borgonha na França.

Largo São Sebastião – o ponto de encontro em Manaus

O Largo São Sebastião onde se localiza o Teatro Amazonas é o local é o mais bacana de Manaus. Há vários restaurantes, lanchonetes, sorveteria, lojas e galerias de arte. O dia inteiro há movimento e aumenta ainda mais, nos finais de semana.

Porto Flutuante de Manaus – início dos passeios

O Porto de Manaus, considerado o maior porto fluvial do mundo, fica em frente à Catedral de Manaus. O movimento é intenso, uma vez que há inúmeras embarcações para diversos destinos e atende aos estados do Amazonas, Roraima, Rondônia, Acre e norte do Mato Grosso. O terminal é relativamente bem organizado e com infraestrutura de banheiros, lanchonetes e quiosques de compras. Foi lá que começou nosso passeio para o Encontro das Águas e região.

O Porto de Manaus tem semelhanças com o Porto do Rio Nilo no Cairo. Leia sobre: Egito e os pontos turísticos.

O que fazer em Manaus na Amazônia: melhores passeios e experiências

Passeio pelo Rio Negro

Nossa experiência começou quando encontramos com o capitão, Sr. Lua, no Porto de Manaus. Recebemos nossa pulseirinha de viajante e embarcamos para o passeio completo: Encontro das Águas, pirarucu, Botos-cor-de-rosa, Vitória-régia, macacos e interação em uma aldeia indígena.

Encontro da Águas dos Rios Negro e Solimões

Eu fiz o passeio completo a partir do Porto no Barco Expresso Jibóia, para aproximadamente 30 pessoas, comercializado pela empresa Amazon Amazing Tours, que eu recomendo. http://www.manausjungletours.com

O barco Jibóia tem capacidade para aproximadamente 30 pessoas, dispõe de coletes salva vidas, banheiro e oferece água durante a viagem.

A primeira atração é o famoso Encontro da Águas dos Rio Negro com Solimões. O Negro tem essa coloração devido aos sedimentos de folhas, galhos e raízes da selva, já o Solimões nasce no Peru, na Cordilheira dos Andes e tem em sua formação, sedimentos rochosos, o que dá a cor barrenta. Eles não se misturam porque tem densidades diferentes, como água e óleo. O Negro corre 2 km por hora, enquanto a velocidade do Solimões é de 6 km por hora, muito mais veloz. Os dois rios juntos formam o Rio Amazonas, sendo o Solimões o predominante. Até Belém são 1500 km, ou seja, 4 dias de barco. Manaus por ser o Encontro dos Rios foi o lugar natural para o início da civilização.

O Rio Amazonas é o maior do mundo, enquanto o Rio Nilo no Egito é o mais extenso.

Parada para ver os Pirarucus e tentar uma pescaria

Depois do Encontro das Águas, nossa parada foi ver os vorazes peixes Pirarucus sendo alimentados e para os interessados tentar uma pescaria com varas.

Janauari – passarela de observação e almoço

Em Janauari seguimos por uma passarela de 400 metros de extensão, por cerca de 10 metros acima do rio, para observar macaquinhos pregos e as maravilhosas Vitórias-régias. O nome dado à essa exótica planta aquática do Amazonas é uma homenagem dos ingleses à Rainha Victoria.

Almoçamos em um restaurante avarandado, estilo self service, com várias opções saborosas: peixes, carnes, frango, muitos vegetais, pratos típicos da Amazônia e frutas para a sobremesa.

Essa bonita região da selva amazônica, me lembrou a bela região da África, que se pode observar a natureza das passarelas sobre os rios. Leia também: Viagem à Botswana – Delta do Okavango um espetáculo da natureza.

O que fazer em Manaus na Amazônia: melhores passeios e experiências

Interação com os Botos Cor-de-Rosa

Depois do delicioso almoço navegamos por 1h30 pelo Rio Negro, até chegar ao Boto Jacaré Ubal Turismo para interação. O local é simples, um avarandado de palafita, mas com infraestrutura de banheiros, água, café e comprinhas. Os passageiros descem em uma plataforma de madeira, com coletes salva vidas, em grupos de 10 pessoas, que são divididos em 5 para interação com os botos cor-de-rosa. O guia oferece peixe aos botos e começa a interação com os lindos animais pelas águas.

Não é possível tocar nos botos, somente observar. É uma emoção e alegria estar próximos desses animais tão dóceis. Poder sentir de perto a respiração e aproximação dos botos é incrível. É um momento único no meio da bela paisagem do Rio Negro e experiência inesquecível de viagem.

Outro lugar onde se pode ter interação com golfinhos é no México. Veja o post: Cancún e atrações: praias, festas, passeios e mergulhos.

O que fazer em Manaus na Amazônia: melhores passeios e experiências

Sobre os Botos Cor-de-Rosa

A coloração dos Botos depende da temperatura e turbidez da água. Os adultos que vivem em rios turvos, tendem a ser rosados, e em rios claros a região dorsal é acinzentada e o ventre e flanco rosados. Isso explica porque os lindos botos cor-de-rosa estão na Amazônia, devida a coloração escura do Rio Negro.

Os jovens são cinza escuros, os machos são 16% maiores e 55% mais pesados e mais rosados que as fêmeas. A reprodução depende de alta e baixa das águas. Os machos, tem média 200 cm e viagem entre 6 e 7 anos. A lactação é de 1 ano, e os partos tem intervalos de 2 a 3 anos. Devido a dentição conseguem esmagar e mastigar até carcaças de tartarugas.

Se você gosta de animais, confira o post: Animais da América do Sul viagens e experiências.

O que fazer em Manaus na Amazônia: melhores passeios e experiências

Interação na Aldeia dos Índios

Nossa última aventura foi conhecer uma oca indígena. Em ponto do Rio Negro, desembarcamos numa reserva indígena, fomos convidados para uma grande oca. Houve uma pequena apresentação de costumes, música e dança indígena. O líder do grupo contou detalhes da cultura indígena com bom humor. Houve o momento de convidar os visitantes para dançar junto ao grupo de índios e posteriormente uma mostra de maquiagem indígena. Adorei essa experiência e sai pronta, maquiada como uma autentica índia amazônica.

Poder interagir nas comunidades locais pelo mundo é um privilégio para conhecer melhor a cultura. Leia sobre: Aventuras no continente africano.

O que fazer em Manaus na Amazônia: melhores passeios e experiências

Museu da Cidade de Manaus

É um museu relativamente novo, num bonito casarão que já foi sede da prefeitura nos primórdios. O museu é interativo com várias salas que mostram aspectos diversos da cultura. Na reforma do museu foi encontrado no subsolo ruínas arqueológicas importantíssimas, de urnas funerárias do século XII, junto a outras ruínas de encanamento da época do auge da borracha. As urnas funerárias são potes de cerâmica imensos, onde eram colocados os corpos dos mortos e tampado para ser enterrado. Esses objetos estão à mostra no subsolo, através de uma plataforma de vidro.

Esse costume ancestral das urnas funerárias, também podem ser vistas no Museu de Antropologia, na Cidade do México.

Outra sala bastante interessante e interativa, mostra o clima, especificamente sobre o fenômeno “Rios Voadores”. Os ventos que saem da Polinésia Francesa, passando pela África, para seguir pela Amazônia, onde é feito a umidificação, para o bem do planeta. São fluxos concentrados de vapores atmosféricos formados por massas de ar. Por isso nossa Amazônia deve ser preservada e é tão importante para a sustentabilidade do planeta.

Leia também sobre: Polinésia Francesa.

Mercado Adolfo Lisboa – um dos pontos principais sobre o que fazer em Manaus

O Mercado Adolfo Lisboa foi fundado em 1882 ao lado do Porto de Manaus. São vendidos produtos artesanais, garrafadas, peixe e frutas. É um dos pontos turísticos da cidade muito interessante para observar os objetos e produtos da Amazônia. O estilo foi inspirado no Mercado Les Halles de Paris. É o segundo mercado construído no Brasil estilo Art Noveau.

Você vai gostar de ler sobre: Paris a cidade do bel-prazer.

Museu do Índio – o que fazer em Manaus

O Museu do Índio foi fundado em 1952, por iniciativa das Irmãs Salesianas de Dom Bosco, com objetivo de proporcionar informações sobre a cultura do Alto do Rio Negro. O Museu do Índio é administrado pelas irmãs Salesianas que mantém também missões nas comunidades indígenas.

Há uma exposição permanente, com objetivo de preservar e mostrar aos visitantes a arte e os valores espirituais dos povos do Alto do Rio Negro.

A mostra está organizada em 6 salas, catalogadas como: organização social e adornos, cerâmica, traçados, pesca e caça, usos e costumes, rituais e danças, memórias (instrumentos de medicina e livros de atendimento aos índios durante as missões pela região). O museu mostra aspectos dos Grupos Linguísticos: Tukano, Aruak, Yanomani, Hups. Estão representados os Grupos tribais: Wuanan, Dessana e Kobewa.

Para quem gosta de museus que mostram as culturas dos povos, vai gostar de visitar o Museu de História Natural, confira o post: Nova York nas quatro estações.

Cachoeiras de Presidente Figueiredo – o que fazer em Manaus

A região próxima a Manaus, na cidade de Presidente Figueiredo é privilegiada pela natureza com muitas cachoeiras. A estrada é bem pavimentada e está distante de Manaus 130 km. É um circuito de florestas, rios, cachoeiras, cascatas e grutas.

Optamos de fazer um passeio de dia inteiro com a Amazon Amazing Tours.http://www.manausjungletours.com

Visitamos a Reserva Ecológica Santuário e Cachoeira Iracema. A parada estratégica para o almoço foi surpreendente, com peixe típico do Amazonas, preparado por um chef que se destaca na região.

As várias cachoeiras formam piscinas naturais e as águas tem uma coloração marrom, devido aos sedimentos da floresta: raízes, folhas e galhos. Esse é um passeio com incrível energia da natureza e revitalizante, que eu recomendo.

O Brasil tem muitos lugares com cachoeiras para visitar. Leia também sobre: O que fazer em Pirenópolis.

Onde se hospedar em Manaus

A hotelaria de Manaus está mais focada em hotéis categoria turística e primeira.

Foi lançado no início de fevereiro de 2020, o Hotel Boutique Juma Opera, em frente ao Teatro Amazonas no Largo São Sebastião, num bonito casarão remodelado. Faz parte do grupo do Juma Amazon Lodge, um hotel de selva categoria luxo e a dica é conjugar a estadia.

Entre neste link para reservar os hotéis em Manaus.

Como chegar à Manaus

Atualmente ficou mais fácil ir à Manaus, com mais opções de voos.

Entre neste link, para comparar preços, reservar e comprar as passagens para Manaus.

Onde comer em Manaus

Em Manaus há diversos lugares para comer, em pontos diferentes da cidade.

Largo São Sebastião ao lado do Teatro Amazonas:

Restaurante Tambaqui de Banda, especializado no peixe típico amazonense, serve porções generosas.

O que fazer em Manaus na Amazônia: melhores passeios e experiências

Restaurante Caxiri, comida amazonense mais requintada, está localizado no primeiro andar de um bonito casarão colonial.

Tacacá da Gisela – barraca típica que vende o famoso prato Tacacá, um tipo de sopa típica indígena feito com goma de tapioca, a erva jambu, temperos e camarão. Atenção porque o prato é forte.

Restaurantes do Complexo Turístico de Ponta Negra

Fica na área nobre de condomínios de Manaus, bem próximo ao Rio Negro com bela paisagem. Há vários restaurantes principalmente na Avenida do Turismo entre eles: Fitz Carraldo, Taberna Bar, Coco Bambu Manaus, Restaurante Morada do Peixe, etc.

Restaurantes no Shopping Manauara

Este é o mais novo centro comercial da cidade, com uma bonita área aberta e ajardinada. Há diversas opções de restaurantes entre eles: Mercado Manauara, Tio Armênio, Moquém do Banzeiro, etc.

Restaurante português

O Solar dos Presuntos, um dos mais tradicionais, recebe muitos visitantes ilustres. Está na Rua das Portas de Santo Antão, 150.

Restaurante Flutuante Abaré

O Restaurante Flutuante Abaré, serve uma deliciosa comida amazonense, se localiza nas águas do Rio Tarumã-Açu, afluente do Rio Negro.

Para quem gosta de culinária, leia o post: Gastronomia em viagens – sempre uma experiência inesquecível.

Melhor época para visitar Manaus

Os meses de dezembro a março, são considerados inverno, há mais chuvas, no entanto, o clima á mais ameno que os meses do verão amazonense: junho a agosto.

Dicas de viagem para Manaus

O ideal é tomar a vacina contra febre amarela, 10 dias antes da viagem.

Outra recomendação é levar repelente e utilizar Vitamina B, antes e durante a viagem.

O prato típico Tacacá, por conter a planta Jambu, pode ser levemente laxativo.

O Mercado Adolfo Lisboa tem ótimas opções de lembranças da Amazônia.

O chocolate da Amazônia, tem se destacado no sabor e qualidade. É possível encontrar pela cidade. A dica é provar chocolate com cupuaçu.

Prove a farinha de tapioca, típica da região norte, que combina com açaí, salada de frutas, sucos e café.

O Blog Deusa Rodrigues tem diversas parcerias de serviços. Se você usar os links abaixo nos auxiliará a manter o site. Não pagará mais por isso e em alguns casos há descontos, promoções e entregas a domicílio.

  • 🏨 Reserva de hotéis – parceria com Booking, clique aqui.
  • ✈ Passagens aéreas e pacotes de viagem – parceria com Viajanet, clique aqui.
  • 🎫 Ingressos: Disney, parques temáticos, musicais da Broadway e tours. Parceria com RCA Operadora oficial, com clique aqui.
  • 🎩 Escola de Magia e Bruxaria em Campos do Jordão. Parceria com RCA Operadora oficial, clique aqui.
  • 🚗 Aluguel de carros. Parceria com Rentcars - clique aqui.
  • 🚌 Excursões e ônibus hop-on hop-off. Parceria com Get Your Guide clique aqui.
  • 🏥 Seguro viagem. Parceira com Seguros Promo, Cupom de desconto DEUSA5, clique aqui.
  • 📱 Chip para celular – Viaje Conectado. Parceria com a Seguros Promo clique aqui.
  • 💵 Câmbio de moedas. Parceria Confidence Câmbio clique aqui.

Categorias: Sem categoria

Postado por:

Deixe o seu comentário!

Copyright © 2020 Deusa Rodrigues | Todos os Direitos Reservados

Direitos autorais: todos os textos são autorais e as fotos a maioria são autorias e outras cedidas por hotéis e representações para esse blog/site. Nenhuma parte desa publicação poderá ser reproduzida, copiada, armazenada em sistema digital ou transferida por qualquer meio eletrônico, fotocópia, mecânico, etc. sem que haja permissão por escrito emitida por esse Blog Deusa Rodrigues - viagens e lua de mel